El Blog

Calendario

<<   January 2011    
SMTWTFS
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31      

Archivos

Sindicación

Enlaces

Alojado en
ZoomBlog

"SOU O QUE SOU PELA GRAÇA DE DEUS"

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 11:20, Categoría: João Marcos Soren

"SOU O QUE SOU PELA GRAÇA DE DEUS"

Tive uma experiência com o Pr.Waldemiro um tanto diferente.

Há algum tempo ele foi escolhido por uma das Casas Legislativas do Rio de
Janeiro para receber sua mais importante Comenda ou Medalha. Estive lá na
ocasião, representando não me lembro quem.

"Vossa Excelência" para cá, "Vossa Excelência" para lá, a jactância
característica dos discursos e palavras empoladas dos políticos e observei
que o Pr.Waldemiro estava muito contrangido com tudo aquilo. Tive alí a
nítida impressão de como ele era avesso a elogios e homenagens à sua pessoa,
como era consciente de que sua vida era guiada e sustentada por Deus, como
alguns autênticos líderes espirituais que conhecí e conheço.

Pois bem, finalmente deram-lhe a medalha e também a palavra. E eu pensei:
"acho que sei sobre o que ele vai falar..." Não deu outra: ele saiu falando
sobre Missões Mundiais, sobre a atuação de Deus, o Evangelho que salva, o
poder de Deus para transformar os homens através da aceitação de Cristo
Jesus como Salvador!!! E temos conversado!

Após a solenidade apressei-me para conseguir cumprimentá-lo pois rapidamente
ele se ausentou daquele ambiente.

No verdadeiro Homem de Deus transparece em suas palavras, em seus atos, em
sua vida o reconhecimento do "sou o que sou pela Graça de Deus". Quê visão,
que capacidade de trabalho, que dinâmica alentadora em suas atividades, que
liderança pastoral na JMM, que estóica luta com sua saúde! No entanto,
quanta discreção, como agia com humildade pessoal, e como se agigantava
quando falava de Deus, de missões, de salvação dos perdidos!

Tenho certeza de que foi um homem feliz, pois não há maior felicidade para o
ser humano do que ter a consciência inequívoca de estar cumprindo o
propósito de Deus para sua vida.

Bom pertencer a uma Denominação que ainda possui líderes assim, gratidão a
Deus por podermos continuar convivendo com o exemplo dessa vida,
reconhecimento pela família tão unida e inspiradora que o sustentou sempre
com carinho, solidariedade e amor.

A Deus toda honra e glória!

João Marcos Soren

Waldemiro Tymchak: o "Apóstolo de Missões Modernas"

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:30, Categoría: Waldemiro Tymchak, Texto do Pr. Antonio Galvão

No século 18, Deus levantou um homem na Inglaterra que mudou o curso da historia de missões naquela época e no século seguinte. Foi chamado de “Pai” de Missões Modernas, refiro-me a William Carey. No século passado, Deus preparou outro homem para mudar o curso de missões não só das igrejas batistas do Brasil, mas da América e do mundo, pois era reconhecido como um estadista e estrategista de missões

Falar do Pr Waldemiro Tymchak, para mim, é muito difícil neste momento de saudade, já que nos deixou cruzando o Rio da Vida dando o grande passo desta para a vida eterna.

O Pr. Waldemiro não era apenas nosso líder ou chefe, ele era meu grande amigo. Era uma amizade que nasceu em 1979, logo que ele assumiu a Junta e eu e minha esposa fomos nomeados como missionários para Espanha. A cada dia nosso relacionamento se fazia mais estreito, mais amigo. Lembro quando, seis meses após chegarmos à Espanha, ele nos visitou e nessa viagem assumimos vários compromissos e responsabilidades, compromissos de enviar informes, artigos para a revista “O Campo é Mundo” entre outros. Desde então sempre estávamos em contato. Muitas vezes ele me ligava, sem consultar o fuso horário, a altas horas da madrugada para conversar. Logo pedia desculpas pelo avançar da hora, pois tinha preocupações ou planos e queria compartilhar com os amigos. E foi assim que, depois de 13 anos no campo, me pediu para vir colaborar direto com ele, na sede de Missões Mundiais e assumir a área de missões. Ele era amigo de todos os missionários. Sempre queria o melhor para eles e para a obra, porque achava que nada melhor do que um missionário para assumir esta área e atender em cheio aos anseios e necessidades dos obreiros nos campos. Ficava angustiado caso algum dos chamados por Deus passasse por alguma dificuldade, quer seja de trabalho ou de enfermidade, e não podia atendê-los de imediato. Sempre buscava uma solução. Então me chamava, juntamente com seu escudeiro Luiz Carlos de Barros (da área administrativa), e juntos decidíamos o melhor para os missionários.

Outras vezes nos chamava em sua sala, para uma conversa, um desabafo ou para compartilhar seus sonhos em relação ao avanço da obra. Antes de decidir compartilhava, ouvia e depois decidia. Seu sonho era ver a obra crescer e invadir a Janela 10/40, os povos pós-marxistas, os povos não-alcançados; enfim, o mundo inteiro. Queria ver a Junta envolvida no cumprimento de chegar aos extremos da terra. Foi assim para entrar no Leste Europeu, com a derrocada da Cortina de Ferro, foi assim para entrarmos na Índia, em Cuba e outras nações até então quase intransponíveis.

Pr. Tymchak foi o Apóstolo de Missões Modernas, porque ele tinha verdadeiramente o mundo no coração, e para alcançar o mundo para Jesus precisava de recursos e partia em busca dos mesmos desafiando igrejas e crentes a se envolverem com a obra missionária. Era um estrategista de Missões. Trabalhar com ele, estar lado a lado com ele na Sede de Missões Mundiais era um aprendizado diário de que sempre tínhamos de pensar grande para a obra de Deus.

Não foi apenas o executivo de Missões Mundiais por um pouco mais de 27 anos, ele foi um Apóstolo, um estrategista, um rompedor de paradigmas, um mensageiro de Deus que nesses anos à frente da JMM levou os batistas brasileiros a enviar missionários aos cinco continentes. E, olhando a partir da conjuntura econômica de nosso país e de nossas igrejas, seria difícil (para não dizer inimaginável) pensar que poderíamos chegar aonde chegamos.

Quando o Pr. Waldemiro Tymchak assumiu a JMM, estávamos com 68 anos de atividade missionária, com pouco mais de 40 missionários e em 11 países. Com ele à frente, em pouco mais de 27 anos, chegamos a 63 países (além de outros que foram abertos e mais tarde fechados por razões estratégicas), com mais de 600 missionários pregando Cristo às nações.

O Pr. Tymchak foi, como disse antes, um rompedor de paradigmas, quebrou inúmeros deles na obra missionária. Primeiro quebrou o paradigma de que missões se faz com uma oferta anual levantada pelas igrejas. Ele batalhou muito, sempre auxiliado por sua amada esposa Acidália, e visitou centenas de igrejas até conseguir que estas, pouco a pouco, se conscientizassem que a obra se faz com ofertas mensais, uma vez que o missionário é da Igreja e este tem de receber seu sustento mensal das mesmas. Só quem convivia com ele dia-a-dia percebeu a alegria quando a Igreja XV de Novembro, no Rio de Janeiro, se tornou a primeira a adotar um missionário mensalmente.

Depois, rompeu o paradigma do missionário de carreira ou efetivo, ao conseguir a autorização da Convenção Batista Brasileira para nomear missionários temporários que, terminando seus estudos nos seminários, eram enviados aos campos por dois anos supervisionados por missionários efetivos.

Posteriormente, batalhou muito e conseguiu da Convenção que esta o autorizasse a nomear missionários autóctones, ou seja, missionários de outras nacionalidades sustentados pelos batistas brasileiros.
Creio ter sido a JMM a primeira agência missionária a adotar missionários de outros países. Até então a Junta somente adotava missionários brasileiros, mas ele lutou junto à direção da CBB e conseguiu que esta aprovasse e autorizasse esta nova categoria de missionários.

Não parou por aí a visão deste apostolo de missões modernas. Ele se inquietava ao ver centenas e milhares de jovens se decidirem em congressos missionários Proclamai pelo Brasil e terem frustrado seu sonho de ir aos campos missionários porque teriam de cursar quatro anos num seminário. Isso para a maioria dos jovens era um tempo demasiado longo para suas aspirações.
Conseguiu, então, o sonho de ter um Centro de Capacitação Missionária para atender essa demanda. E o sonho se concretizou ao ver se tornar realidade a transformação do IBER no CIEM (Centro Integrado de Educação e Missões) com o apoio da União Feminina Missionária Batista do Brasil. Hoje, mais de uma centena de jovens podem se preparar ali para seguirem aos campos em cumprimento de seus chamados.

Então, para atender a demanda, criados os projetos Radical África, Radical Luso-Africano (para evangelizar países africanos de língua portuguesa) e o Radical Latino-Americano.

Quantos paradigmas quebrados para que os sonhos fossem realizados e, para que milhões de vidas fossem abençoadas e abençoadoras pelo mundo afora.

Estar na JMM sem ver este apóstolo de missões modernas é difícil. Para mim, sim, porque era meu melhor amigo, companheiro de lutas missionárias, de batalhas espirituais (e quantas foram ao longo desses anos). Sim, hoje estar em Missões Mundiais e ver somente a lembrança desse apóstolo de missões é muito difícil.

Mas a obra tem que continuar. Ela não era do Pr. Tymchak, mas do Senhor de Missões, e das igrejas batistas do Brasil. Ela continua e tem que continuar mais forte ainda, para a glória do nosso Deus. Até porque este era o sonho e o desejo do Pr. Waldemiro Tymchak, que para nós seguirá vivo, em cada detalhe na Sede da JMM. Ele já foi, um dia nós nos encontraremos com ele e conheceremos os povos salvos das nações onde os batistas brasileiros, sob sua liderança, tem testemunhado da graça e do poder de Deus.

Até breve, Sr. Missões, como bem disse o jornalista Utahy Caetano, em seu artigo no O Jornal Batista. Até breve, Pr. Waldemiro, apóstolo de missões modernas e rompedor de paradigmas, diz o seu amigo e colaborador por 28 anos.

Pr. Antonio de Mattos Galvão, Representante da JMM para o Rio de Janeiro e missionário da JMM durante 13 anos.


Waldemiro Tymchak, álbum V de Quézia Millan

Waldemiro Tymchak, álbum IV de Quézia Millan

Waldemiro Tymchak, álbum III de Quézia Millan

Waldemiro Tymchak, álbum II de Quézia Millan

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:18, Categoría: Waldemiro Tymchak, Fotos II

Waldemiro Tymchak, álbum I de Quézia Millan

Waldemiro Tymchak, Homenagens IX

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:11, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens IX

“A Junta Administrativa de Missões da Convenção Batista Nacional (JAMI-CBN) apresenta aos irmãos da JMM profundos sentimentos pelo falecimento do nosso querido Pr. Waldemiro Tymchak Os céus recebem aquele que se gastou e se deixou gastar em prol da obra missionária. Sua vida é inspiração para muitos que estão nos campos do Senhor ao redor do mundo.”

Pr. Ronald Carvalho - Secretário Executivo da JAMI-CBN


O Pr. Bill Ichter, amigo pessoal do Pr. Waldemiro, expressou a sua profunda tristeza pela passagem de nosso querido Diretor e sua alegria embutida no coração por tê-lo como fiel amigo. Lamentou porque o mundo missionário perdeu um de seus grandes líderes.


“A obra missionária perde um guerreiro que lutava para agradar o coração de Deus. No entanto, Waldemiro Tymchak encontrará com milhares de pessoas que foram ganhas para Jesus nestes últimos anos como fruto do seu ministério. Agradecemos a Deus pela sua vida e esperamos que Deus console o coração da Acidália, Nelson e Thaís, e de todos os que sentem a sua partida deste mundo.”

Josué Campanhã – Diretor da Sepal Brasil


“Em nome da União Batista da África do Sul, suas igrejas e liderança, queremos expressar nossas sinceras condolências à família Tymchak pelo falecimento do Pr. Waldemiro, um dos grandes homens de Deus na história. Sentimo-nos regozijados pelo privilégio de ter trabalhado lado a lado com ele para o crescimento do Reino. Louvamos a Deus pela vida dedicada e pelo legado histórico deixado pelo Pr. Tymchak. Que seu ministério seja um exemplo para todos nós cristãos.”

Dr. Eric J. Robbins – Diretor de Missões da União Batista da África do Sul


“Inteirados da triste notícia de que o nosso amado irmão Pr. Waldemiro Tymchak passou à presença do Senhor, desejamos expressar, em nome dos batistas espanhóis, de seu Presidente Pr. Roberto Velert, do Diretor de Evangelismo e Missões, Pr. Xoan L. Castro, nossas mais sinceras condolências à família e aos batistas do Brasil por tão sensível perda. Agradecemos a Deus pela ilustre e inspiradora trajetória de serviços do Pr. Tymchak.

Em tempos especiais Deus envia pessoas especiais. Em cada momento da história o Senhor levanta servos de acordo com as necessidades da época. Por isso nosso coração transborda de alegria no Senhor pela vida dedicada a missões do Pr. Waldemiro Tymchak. Seguimos orando para que Deus levante cada vez mais mulheres e homens fiéis, com visão e dedicação como nosso amado irmão Tymchak, que nos precedeu na viagem à eternidade.”

Pr. Manuel Sarrias – Secretário Geral da União Evangélica Batista Espanhola.


"Tive a oportunidade de reunir-me quatro vezes com o Pr. Waldemiro e em todas elas fui abençoado por suas palavras e inspirado por seu profundo amor por missões. É como está escrituo: "Descansará de seu trabalho, porém suas obras continuam". Nossas condolências aos irmãos da JMM pela perda de um guerreiro de missões mundiais.”

Nelson de J. Rojas Giraldo – Diretor Geral da Convenção Batista do Chile


“Louvamos a Deus pela vida deste grande servo, cuja vida irradiava a presença do Senhor! Agradeço ao Pai por tê-lo conhecido, pela abençoada vida à frente da obra missionária no Brasil e no mundo. Oramos para que o Senhor fortaleça o coração da família Tymchak e de todos da JMM.”

Rosa de Navarro – Diretora de Evangelismo e Missões da Convenção Batista do Chile


"Com muito pesar que recebemos a notícia da partida do servo de Deus Pr. Waldemiro Tymchak, Diretor Executivo da JMM. Entretanto, ao mesmo tempo, temos a alegria de saber que ele está ao lado do Senhor e de poder contemplar os frutos deixados por ele como exemplo de um coração que ardia por missões. Amada Família Tymchak: Deus os abençoe e fortaleça, e os desafie a seguir em frente com o legado deixado pelo Senhor ao Pr. Waldemiro Tymchak, resultado de sua visão, missão e paixão pelos perdidos. Em nome da Convenção Evangélica Batista do Paraguai deixamos nosso carinho e o compromisso de orar pelos irmãos.”

Pr. Pepe Flores – Convenção Evangélica Batista do Paraguai


“Os pastores batistas do Uruguai enviam suas condolências aos nossos irmãos batistas do Brasil pela significativa perda do servo de Deus Pr. Waldemiro Tymchak. Estamos seguros que o Senhor o recebeu em seus braços. Estamos orando por consolo dos céus à família Tymchak e irmãos brasileiros.”

Pr. Nelcy Fernadez Santos – Presidente dos Pastores Batistas do Uruguai


“O povo batista de Cuba Oriental recebeu com muita dor no coração a notícia do falecimento do Pr. Waldemiro Tymchak. Saibam que os ideais missionários do Pr. Tymchak estão e sempre estarão presentes nas atitudes missionárias dos batistas cubanos. Seu exemplo, visão e trabalho transformaram a Convenção desde que chegaram os primeiros brasileiros em Cuba, no ano de 1996, data em que começamos nosso primeiro convênio. Vidas salvas, novas igrejas, líderes treinados, nova visão e novas estratégias são alguns dos frutos que colhemos os quais agradecemos ao Senhor pela influência do Pr. Waldemiro.

Nossas condolências aos irmãos da Junta de Missões Mundiais, aos batistas brasileiros, à família Tymchak. Os batistas cubanos estão de luto, pois caiu um valente, um herói.”

Pr. Enio Navarro (Presidente), Pr. Alexis Garcia (Secretário), Pr. Osbel Gutierrez (Tesoureiro) – Convenção Batista de Cuba Oriental


"Nós da Região de Ayacucho, Cusco e Huancavélica estamos tristes com a partida de nosso irmão Pr. Waldemiro Tymchak. Toda a nossa região está orando por seus familiares. Recebam grande consolo e nossa gratidão pelo apoio e atenção que este amado irmão disponibilizou à Ayacucho e região."

Pr. Estanislau Huamani Nuñez Presidente da Associação de Igrejas Batistas da Região de Ayacucho, Cusco e Huancavélica

“Nossas mais sinceras considerações e apoio pela perda deste grande colega das missões brasileiras. Rogamos o conforto do Senhor aos familiares e irmãos da JMM.”

Sadler e Mirtes Lopes – Vice-Diretores e Coordenadores do Programa de Orientação ao Candidato da Missão AMEM

O abalo foi grande e a nossa denominação ficou um pouco mais pobre. Humanamente falando, perdemos, mas o céu ficou mais lindo se assim podemos dizer. Na minha palavra para a igreja no domingo à noite eu resumi assim a vida do nosso saudoso 'chefe': - Meus irmãos, se vocês ouvirem alguém falando mal do Pr. Waldemiro, duvide do caráter de quem está falando.

É muito difícil entendermos os planos divinos, mas eles são os melhores, mesmo não entendendo. Aliás, nós fomos chamados para obedecer a Deus e não para entendê-lo. Isso é fé. Amigos da JMM: Levantem a cabeça e não esmoreçam em levar avante os sonhos do Sr. Missões.

Mensagem à Acidália, Nelson e Thais: Vocês deram o melhor presente para Deus. Não é qualquer família que ganha como herança um legado tão valioso como o que vocês receberam. Um dia, Nelson e Thais estarão ensinando aos seus filhos a respeito do Sr. Missões, um homem inesquecível, e com orgulho dirão: "'Foi seu vovô". Que Deus os abençoem. "

Pr. Antônio Mendes Gonçales - Pastor da Primeira Igreja Batista em Atibaia (SP) e ex-membro da Junta de Missões Mundiais


“A Igreja Batista Gaúcha se une aos batistas brasileiros, neste dia em que o Pr. Waldemiro Tymchak nos deixa, com o coração triste pela sua partida mas cheio de gratidão e louvor a Deus por sua obra à frente da Junta de Missões Mundiais.”

Pr. Bruno T. Seitz. – Igreja Batista Gaúcha, Porto Alegre (RS)

“Nestes momentos de tanta dor pela passagem do grande líder, guerreiro, amigo, irmão e eminente Missionário Waldemiro Tymchak, pedimos a nosso DEUS que esteja presente no coração de sua esposa Acidália, o filho Nelson e a filha Thaís, de toda a família missionária e de cada irmão da JMM, dando o consolo que só Ele sabe dar. Que o trabalho, que com amor ele semeou, seja continuado com carinho e valor em recordação a sua memória. Cada um de nós deve continuar seu legado, prosseguir com seus passos, para a HONRA de nosso DEUS.”

Pr. Élbio e Alicia Marquez – Primeira Igreja Batista de Manaus

“Lamentamos o falecimento do Pr. Waldemiro Tymchak, pois entendemos a importância e o significado que ele tem na história de missões no Brasil, para o nosso grupo teve um significado particularmente especial. Ainda que por algumas aulas ele nos ensinou muito e jamais o esqueceremos... Temos orado pela família e por todos da JMM, que acompanharam mais de perto toda sua vida.”

Aline Cristine – Missionária Radical Voluntários Sem Fronteiras em São Tomé e Príncipe

“Estamos tremendamente tristes e foi para nós uma surpresa, pois no nosso coração agasalhávamos a imagem dos últimos dias que estivemos aí no Brasil e que mesmo sabendo da sua debilidade física, víamos o ânimo com que continuava tratando da obra missionária e da JMM. Estamos orando pela irmã Acidália e seus filhos, mas também pelos irmãos aí da JMM.”

Pr. Marcos Vinícius, Sylvia, Henrique e Hellen – Missionários em La Línea, Espanha


“Não temos palavras para descrever a tristeza ao saber do falecimento do nosso amado Pr. Waldemiro Tymchak. Oremos por sua família e também por nós, missionários, que perdemos um pai. Sabemos que ele foi para o Senhor, mas nos fará muita falta...”

Cristiane Oliveira – Missionária em Angola

A missionária Narriman e seu esposo, Juan Carlos, em seus nomes e dos missionários da terra no Chile expressam seus sentimentos à família Tymchak e afirmam que estarão “trabalhando do mesmo jeito, como o pastor Waldemiro gostaria que fosse”. Estão tristes, mas sabedores de que foi um homem de Deus que em muito abençoou o mundo evangélico.

O Pr. Fábio Pegas, missionário em Mântova, Itália, ligou expressando os seus sentimentos à família do Pr. Waldemiro e sua tristeza pela perda do Diretor Executivo de Missões Mundiais.

“Este é um dia muito difícil para todos nós. Recebam as condolências da sua família missionária na Bolívia e a certeza de que estamos orando para que o nosso Deus os console neste momento difícil.”

Pr. Genário e Teremar Rocha – Missionários na Bolívia

“Estamos sem ação da triste noticia do falecimento do Pr. Waldemiro, que para a nossa família, especialmente para Dulcerly que acompanhou o ministério do pastor desde o inicio, é de muita tristeza. Nós admiramos alguém que deu a vida por missões. Estamos aqui intercedendo pela família JMM, pela família do Pr. Waldemiro e pelo mundo inteiro, que foi abalado com esta notícia.”

Pr. Jorge Tejada e família – Missionários no Chile

“Estarei orando por suas vidas, queridos da família Tymchak e JMM, que tão de perto estiveram com nosso amado Pr. Waldemiro. Foi um homem cheio da graça e que transmitia para nós a graça de Deus! Ele fez história e Deus me deu o privilegio de tê-lo como parte da história da minha vida desde o momento que iniciei meu processo na JMM.”

Josiane Lima – Missionária em Huanta, Peru (em tratamento de saúde no Brasil)


“É com imenso pesar e grande tristeza que recebemos a notícia de falecimento do Pr. Waldemiro Tymchak. Missões Mundiais sofreu um grande desfalque com a perda de um homem incansável em levar a palavra de Deus a todos os cantos da Terra, um homem que abraçou a luta de alcançar vidas para Jesus e fez dela sua conduta. Enfim um verdadeiro semeador, como poucos podem ser chamados. Pr. Waldemiro se foi, mas sua luta jamais. As sementes que ele plantou germinarão, crescerão, frutificarão e espalharão novas sementes, dando continuidade a sua mais nobre missão que foi alcançar vidas para Deus.”

Ignez e Celso Lins – Cia. Brasil Turismo, Campinas (SP)


Como sentimos a passagem de nosso amado Pr. Waldemiro a eternidade! Nós, os missionários no campo, sentiremos falta de nosso pastor, de nosso pai sábio e
amoroso com quem sempre podíamos contar. Pr. Waldemiro cumpriu o seu chamado e para sempre está ao lado dAquele a quem anunciou entre as nações. Louvo a Deus pelas marcas que este servo e pai deixou para mim.”

Marlene Tiede – Missionária no Uruguai

É com muita tristeza que recebi essa mensagem. Com certeza o Pr. Waldemiro fará uma grande falta. Estarei orando por todos que estiveram próximos desse grande homem de Deus, que sempre amou missões. Um fraterno abraço e sigamos com a obra missionária, pois creio que esse era o seu desejo.”

Vládia Soares – Missionária em Arequipa, Peru

“Perdemos nosso líder, nosso amigo, nosso pai, nosso PASTOR, com todas as letras. Ele deu tudo o que pôde, e até mesmo o que não pôde, e agora está ao lado do Pai, tendo ouvido: "Entra no gozo do teu senhor servo bom e fiel". No entanto, a obra continua. A tarefa de acender a luz na escuridão não foi concluída, precisamos continuar. Mais que ninguém, vocês sabem o quanto ele ansiava por fazer Cristo conhecido aos extremos da terra. Precisamos, todos, continuar!”

Dr. Humberto e Elisângela Chagas – Missionários em Dacar, Senegal

“Nossos corações se encheram de dor e de um sentimento de orfandade. Nos sentimos órfãos de um pai espiritual, que é exatamente o que representou o Pr. Waldemiro para nós. Hoje, segunda-feira (23/04), sentindo ainda o peso de tudo o que vivemos desde o dia 20/04, recomeçamos a semana. O desejo é de que tudo não tivesse passado de um sonho ruim (ruim para nós, pois sabemos muito bem que ele está com o Senhor Jesus a quem amava e servia). A verdade é que ainda pesa sobre os nossos corações esse sentimento de vazio e os e-mails que não param de chegar insistem em nos trazer para a dura realidade de que o nosso líder e comandante não está mais entre nós. Que o Senhor de toda consolação venha sobre nós consolando, encorajando e reerguendo.”

Pr. Edimar e Vanusa Guimarães – Missionários em Welkom, África do Sul


“O Brasil de fato, perdeu um dos homens mais visionários da história missionária, um embaixador da paz às nações, que agora descansa nos braços do Pai! E deixa-nos um grande exemplo de dedicação ao envio de vocacionados aos extremos da terra! Consolações de Deus à Família Tymchak.”

Pr. Milton e Patrícia Sanches – Missionários em Portugal


“Em nossa última semana de oração pró-Missões Mundiais, falava aos adolescentes e aos irmãos sobre a vida deste valoroso pastor, Homem de Deus, Waldemiro Tymchak. Falava como ele enfrentava a doença e que iria até o último suspiro! Só não sabia que seria hoje (20/04)! Que Deus a todos conforte, a família e os irmãos e companheiros desta vida exemplar.”

Pr. Walter – Igreja Batista Jardim Atlântico (MT)

“Desejamos expressar o nosso sincero sentimento de condolências pelo falecimento do Pr. Waldemiro Tymchak, nosso amigo e profundo colaborador da obra missionária mundial. Unimo-nos a tantas outras famílias neste momento especial de pesar para dar graças a Deus pela sua vida e ministério, e ao mesmo tempo interceder a Deus pelos seus familiares. Sem sombra de dúvida a casa JMM sentirá a ausência do Pr. Tymchak, pelo grande amor e amizade demonstrado para com todos, bem como a sua incansável dedicação a expansão missionária.”

Pr. Joel e Sônia Costa – Missionários na Romênia

“Algumas pessoas Deus chama e fica em nós uma saudade. A tristeza da perda. A alegria em relembrar. O orgulho de termos feito parte da sua vida. O reconhecimento pelas "estradas" desbravadas, e que nós não fomos capazes de fazê-lo. Deus requereu o Seu Missionário Waldemiro Tymchak para estar junto a Ele. A Deus o nosso muito obrigado pelo privilégio da convivência, do aprendizado e do exemplo que recebemos. Nosso abraço, nosso carinho, nosso aplauso... Nossa saudade.”

Albigenor e Rose Militão – pais do Radical Diogo Militão

“Momento de muito pesar pela despedida de um valoroso obreiro do Senhor. Mas também muitos louvores a Deus pelos seus serviços prestados ao Reino e à denominação Batista Mundial. Compartilhamos dos sofrimentos da família e estaremos intercedendo a Deus para que os conforte, com as consolações do alto.”

Pr. Luiz Jubrael – Primeira Igreja Batista em Campo Grande, Cariacica (ES)


“Chorai com os que choram. Em lágrimas nos somamos a cada um de vocês, e aos familiares do Pr. Waldemiro, nesse momento de dor e saudade, para expressar nossa consternação pela partida desse que era um pouco pai de todos nós: os missionários da JMM. Nesse momento, como missionário mantenedor, antes como missionário na África, nunca deixamos de estar à disposição e interceder por ele, por quem sempre tivemos grande admiração.”

Pr. Elias e Marta Lima

“Estou muito triste pela perda do Pr. Waldemiro Tymchak, este grande servo do Senhor de missões, com o qual pude estagiar por alguns meses na Sede da JMM no Rio de Janeiro. Recebam nosso caloroso abraço, desde o México, e nossas orações pela família Tymchak e todos da JMM.”

Maricella Barranco – Missionária da Convenção Batista do México


“Foi com grande dor e muitas lágrimas, que recebi a notícia do falecimento do pastor Waldemiro. Sem dúvida alguma, é uma grande perda. Mas com toda certeza, a obra deixada por ele continuará, pois é para a eternidade. O amor pelas almas perdidas que ele sempre demonstrou através da sua dedicação à obra missionária jamais será esquecido. A Primeira Igreja Batista em São Marcos continuará em oração pela família e por toda equipe da JMM para que o Senhor de Missões continue confortando e sustentando a todos em Nome de Jesus.”

Dinorá Santos Bomfim – Promotora de Missões da Igreja Batista em São Marcos, Salvador (BA)

Waldemiro Tymchak, Homenagens VIII

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:09, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens VIII

 

ÁFRICA DO SUL
Amados irmãos e companheiros da obra missionária,
Aqui no campo missionário em África recebemos a notícia do falecimento do Pr. Tymchak. Nossos corações se encheram de dor e de um sentimento que certamente é o de todos vocês, uma espécie de orfandade. Nos sentimos órfãos de um pai espiritual. Que é o que representou o Pr. Waldemiro para nós. Hoje, segunda-feira, sentindo ainda o peso de tudo o que vivemos desde a sexta-feira, recomeçamos a semana. O desejo é de que tudo não tivesse passado de um sonho ruim (ruim para nós, pois sabemos muito bem que ele está com o Senhor Jesus a quem amava e servia). E que ao abrir o site da JMM víssemos lá como destaque apenas a bênção que foi o Proclamai Sudeste. A verdade é que ainda pesa sobre os nossos corações esse sentimento de vazio e os e.mails que não param de chegar insistem em nos trazer para a dura realidade de que o nosso líder e comandante não está mais entre nós. Uma realidade que por mais que parecesse se avizinhar, desde que o vimos fragilizado pela enfermidade na convenção, em Florianópolis, não queríamos, e nem contávamos com ela. Que o Senhor de toda consolação venha sobre nós consolando, encorajando e nos reerguendo a cada um, pois estamos, de fato, abatidos.
Aproveito a oportunidade para encaminhar aos irmãos o e.mail (abaixo) que recebi nesta manhã do Dr. Eric Robbins - Diretor de Missões da Baptist Union of Southern Africa.
Um forte e carinhoso abraço
Pr. Edimar Guimarães Pereira
Missionário da JMM em Welkom - África do Sul

"Greetings Dear Brothers and Sisters in the Lord,
On behalf of the Baptist Union of Southern Africa, its churches and leadership we want to express our sincere condolences to you on the passing of this great man of God. We have enjoyed the privilege of working side by side in the Kingdom of our Lord and now we sorrow with you. Praise the Lord for a life lived to the full and for a man who served God faithfully. What an example for those of us who remain. Please convey our sympathies to all his family and friends.
Eric J Robbins
Missions Director
Baptist Union of SA"
Amados irmãos da JMM, Pastores, povo batista brasileiro,
UM VALENTE DE DEUS
Um "valente de Deus" acaba de partir. A obra missionária mundial chora, pois perde não somente um grande e sábio estrategista e gestor de missões, mas principalmente um homem de Deus, como é raro conhecer. Do tipo deste nosso irmão, a quem aprouve ao Senhor chamar para junto de Si, o povo evangélico no Brasil precisaria mais. Infelizmente são poucos que combinam vida de profundidade com Deus, que transparecia pelo seu testemunho de vida, sua humildade. Ele não precisava falar muito e argumentar, pois sua vida falava muito mais forte do que qualquer discurso.
As igrejas, os pastores e todos os irmãos das Igrejas da Pioneira louvam a Deus pela vida do Pr. Tymchak e se solidarizam com a família enlutada, orando para que Deus os conforte. A perda é enorme, mas a herança, o legado espiritual que permanecem, é muito maior. Que Deus seja louvado!!!!!
Grande abraço,
Pr. Carlos Waldow
Diretor Executivo da Pioneira

Waldemiro Tymchak, Homenagens VII

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:08, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens VII

 

BATISTA NÚMERO 1 DO BRASIL

Consternados, comparecemos ao culto de gratidão a Deus pela vida do Pastor Waldemiro Timtchack, falecido e sepultado no dia 20-04-07, na cidade do Rio de Janeiro.

O culto teve lugar na Capela do Seminário do Sul, que foi pequena para receber e abrigar aos que ali compareceram em grande número.

Falamos ali como Presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, como Presidente da Convenção Batista do Estado de São Paulo e como Pastor da Primeira Igreja Batista do Brás.

Estivemos acompanhados do Pastor Juracy Bahia, Diretor Executivo da OPBB, do Pastor Valdo Romão, Diretor Executivo da CBESP, do Pastor Antonio Mendes Gonçalves, membro da JMM, do Pastor Lourenço Stélio Rega, Diretor da FTBSP, do Pastor João Martins Ferreira, Presidente da OPBB-ESP, da irmã Tânia Kammer, membro da Diretoria da CBB e da irmã Cynthia Berzins, membro da PIB do Brás, sendo o primeiro do Rio de Janeiro e todos os demais do Estado de São Paulo.

Abraçamos a irmã Acidália e aos seus queridos filhos, comprometidos em oração para que Deus lhes dê o consolo tão necessário para esta hora.

Lamentamos profundamente a perda do nosso líder de Missões, esperando do Senhor a provisão para a continuidade da obra do Seu Reino Eterno.

Deus nos suprirá e enxugara de nossos olhos toda a lágrima, conforme a boa promessa da Sua Palavra.

A perda é irreparável, mas o Senhor vem conosco para nos fazer viver em paz e na Sua esperança.

Perdemos o Batista n.o Um do Brasil, mas com certeza os céus contabilizam as bênçãos que colhermos, fruto do labor deste servo abençoado em todas as suas atividades ao redor do mundo, fazendo missões.

Ainda temos razões suficientes para continuar glorificando ao Senhor Deus, por tudo que Ele é, e, por tudo que Ele tem feito.

A Deus seja toda glória, hoje e sempre. Amém

Pastor José Vieira Rocha

 

AMANHÃ SERÁ UM NOVO DIA

Queridos amigos:

Hoje pela manhã, quando recebi o telefonema do Pr Fabiano (JUMOC) comunicando o falecimento do nosso querido Pr Waldemiro quase não podia acreditar no que estava ouvindo.

Na verdade, todos nós ficamos muito assustados ao ver sua fragilidade em Florianópolis. No mês passado, na reunião do Conselho o susto foi menor. Mas o Pr Waldemiro sempre surpreendia. Aliás, ele já surpreendia a todos, inclusive os médicos há 18 anos.

Assim que soube tratei de ir para Congonhas a fim de pegar o primeiro vôo para o Rio. Ali chegando, fui encontrando outros, que assim como eu queria chegar logo ao Rio: Pr Vieira Rocha, Pr Lourenço Stelio Rega, Pr Valdo Romão, Pr Mendes, Pr João Batista Martins, a querida amiga Cynthia Berzins, e tantos outros que iam chegando.

Todos estávamos meio atônitos, como que não querendo crer o que estava acontecendo... e os vôos saindo todos com atraso...

 Mas conseguimos chegar ainda antes do início do culto. Pude dar um apertado abraço na querida Acidália, no Nelsinho e na Thaís.

Acidália... que mulher! Em meio a tanta dor ela ainda pedia desculpas a todos pela correria, dizendo que ela não podia permitir que o marido fosse enterrado no dia 21 porque era o aniversário da sua filhinha  e certamente Waldemiro não iria querer isso.

O culto foi simples, singelo, extremamente espiritual e muito confortante e desafiador. Sei que muitos assistiram pela internet e sei que puderam constatar isso.

Todos nós sabíamos que o Pr Waldemiro era muito querido, mas foi muito bom ver todas as demonstrações de carinho durante aquele culto.

Quanta gente presente! Quantos estados representados! Quantos e-mails e telegramas chegando a cada momento!

A regência da Westh Ney foi um bálsamo. As palavras do Pr Xavier fazendo-nos lembrar de que a nossa visão sempre tem que estar centrada em Jesus; as palavras tão amigas do Pr Marcílio Teixeira (contemporâneo da época de seminário)...

Não sei se saiu na internet, mas ao final do culto, os Radicais levaram o caixão até a porta da capela do seminário cantando um triste, mas muito bonito, canto africano, cuja tradução dizia da esperança de se estar na glória, na presença de Jesus.

Lá no cemitério, o sepultamento já se deu à noite, pois não parava de chegar pessoas e outras tantas ligavam dizendo que estavam no táxi, que os vôos haviam atrasado, mas que estavam chegando. Todos queriam dar o seu adeus.

Gunther (filho do pr Oliveira Araújo e da Alzira), que veio de Vitória, dizia que seus pais, que estão nos Estados Unidos, tinham ligado muitas vezes para saber notícias. Segundo ele, tanto o Pr Oliveira quanto a Alzira estavam muito tristes e inconsoláveis. E acredito mesmo, pois a Alzira foi vizinha de apartamento da Acidália quando o Pr Oliveira Araújo era secretário da JMN e criaram os filhos (que têm mais ou menos a mesma idade) juntas.

Sei que, como o Utahy escreveu na edição especial de OJB, "o senso comum diz que ninguém é insubstituível, mas há aqueles que são mais difíceis de substituir".

Ficam as recordações (tenho muitas da minha pré-adolescência, quando ele ainda era pastor da IB Boas Novas), os desafios, os sonhos ainda não realizados, a saudade, mas, sobretudo a gratidão a Deus e à família Tymchak por ter emprestado e dividido com todos nós esse homem tão valoroso.

... Amanhã será um novo dia.

um abraço, Tânia Kammer

Waldemiro Tymchak, Homenagens VI

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:07, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens VI

VIDA E MORTE: TYM OU CHAK?

Por Joeblack ou Joevan Caitano (joevex@hotmail.com)

     Tym e Chak...Observe o ritmo! Tym-chack..tym-chak...compasso binário...regularidade, firmeza. Não se assuste!!! Isso é música. Os nomes são musicais. Seu nome também é musical. É só prestar atenção e brincar.

     Estamos diante de dois pequenos fragmentos de uma palavra, mas que dizem muito sobre um grande brasileiro chamado servo Tymchak. Tym trabalhou durante toda a sua vida como voluntário se doando em favor do próximo. Ontem (20/04/07) ele faleceu. Nem tive coragem de ir ao velório, de ir ao enterro, apesar de morar a poucos metros do local. Fiquei vendo o montão gente de terno e gravata, um alvoroço de gente de várias partes do Brasil, amigos do Tym, alguns amigos meus, curiosos, etc. Ouvia o povo cantando ao som do piano e do órgão a música Tu és Fiel Senhor, Ide pregai e outras que ele gostava, ouvia tudo. O caixão saiu e o povo continuou cantando à capella na capela. Eu fiquei tocando jazz, lendo Edgar Morin e pensando na vida do Tym. Pensando no que ele representava para mim, para os meus colegas, para o Brasil, para o mundo, para o presente, para o futuro. Essa foi minha atitude naquele momento durante o velório.  Dias de mortes, e quando é o dia do meu aniversário eu não curto sair, me tranco, fico a sós, motivo puramente pessoal. Não esquentem, é coisa de gente meia perturbada. Não sei o que dizer diante da morte, fico sem jeito, prefiro ficar em silêncio, e em silêncio suportando a dor do outro, dos outros, enfim, a minha dor. Como dizia Edgar Morin: “Pode-se partilhar e viver por empatia a alegria e a dor do outro, mas a alegria e o sofrimento, ainda que partilháveis, são intransferíveis”.

     Dias sim, dias não, o Tym sobreviveu sem nenhum arranhão (parafraseando a frase do Cazuza). Podemos vasculhar tim tim por tim tim toda a vida desse homem, no entanto, não encontraremos nenhuma mancha, nenhuma sujeira, nenhum arranhão. Como diz o texto bíblico na carta de primeira Pedro: “Pois até o ouro que perece, precisa ser provado pelo fogo. Assim, a fé de vocês que vale mais que o ouro precisa ser provada”. Tym foi provado no calor do fogo da vida, como também provou que podemos ser vitoriosos pela simplicidade, seriedade e fidelidade. “É preciso unir a fé num engajamento visando à mudança social” dizia o teólogo e escritor Frei Betto. Tym fez isso com muita competência.

     Tym conheceu o mundo porque conheceu-se a si mesmo. Como dizia o Nietzsche: “O homem conhece o mundo na medida em que conhece a si mesmo”. Ele existiu para si e para os outros. Existir para si e para os outros é existir para Deus, pois o rosto de Deus se manifesta nas relações comunitárias. Conhecer a si mesmo e ao outro é conhecer a Deus, pois somos feitos à imagem e semelhança Dele. Tym viveu uma vida de santidade, não uma vida apática, mas uma vida simpática (parafraseando o livro “Do viver apático ao viver simpático” do Reverendo Edson Fernando). Tym foi simples e humilde. Acho que ele observava rigorosamente a famosa frase de Nietzsche: “Quanto mais nos elevamos, maiores parecemos àqueles que não sabem voar”. Tym aprendeu a voar pela simplicidade. Deus ama e exalta os humildes e simples, porém, não tá nem aí para os soberbos. Tym sabia disso, pois meditava na palavra de Deus. A humildade tem o pêlo mais duro, por isso é difícil ser humilde, entretanto, Tym era uma mistura de humildade e assumidade em pessoa. Era manso, era servo. Servia ao próximo em amor. Lutava para o mundo ser mais rico espiritualmente via evangelização, respeitando as diferenças. Como dizia o teólogo e escritor Leonardo Boff: “Cada um revela a faceta de Deus que o outro não pode revelar”.

     Quem ama dorme tranqüilo, com consciência leve. Lembrei-me dos versos do poeta e compositor Cláudio Santoro: “Dorme a estrela no céu. Dorme a rosa em seu jardim. Dorme a lua no mar”. O Tymchak dorme enfim. (parafrasei o final).

     Falando em morte, lembrei-me do teólogo alemão Rudolph Bultmamm. Ele acreditava no Jesus histórico, entretanto, ele não aceitava a idéia que Jesus tenha ressuscitado entre os mortos em carne e osso. Ressurreição de um cadáver? Nem pensar para ele. Opinião dele, cada um tem sua. Cremos pela fé na ressurreição do corpo e das idéias de Jesus, porque “a fé desata as algemas da razão” dizia o teólogo alemão Ludwig Feuerbach, mesmo sabendo que toda a história comporta riscos porque mexer com história é mexer com hipóteses.

     Que o corpo de Tym vai ser ressurgido do túmulo, é matematicamente muito improvável, mas uma coisa é certa: O estilo de vida que ele viveu, as idéias arrojadas, influenciou, influencia, e enfluenciará muitas outras gerações. Isso é matematicamente e obviamente muuuuuuuuuuuuiiiiiiiitttttttto provável. As idéias são dotadas de vida própria porque dispõem, como vírus, em um meio (cultural/cerebral) favorável, da capacidade de auto-nutrição e de auto-reprodução. Platão dizia que a Idéia é realidade mestra das coisas deste mundo. Hegel dizia que a Idéia é Sujeito que se auto-determina e se auto-realiza na História. Jung dizia que os arquétipos são imagens primordiais, virtuais em todo o espírito humano, e estes comandam nossa vida, enfim, eles reinam no inconsciente coletivo. O arquétipo de Tym vai ser visualizado por muitos e em muitos que darão continuidade a missão de levar o amor sem fronteiras. Como dizia Nietzsche: “A missão do futuro é unir um grande número de homens para a geração de homens melhores”. Como dizia Pascal: “É necessário trabalhar para pensar bem”.  É preciso nos arriscarmos mais. “A nossa vida precisa ser mais perigosa (Nietzsche)”. Sem riscos não há graça na vida. A morte está próxima o suficiente para não termos de temer a vida.

     Tym se arriscou nos quatro cantos do planeta na Junta de Missões Mundiais. Ajuntou muitos valentes e recuperou muitos desesperados. Tym lutava pro dia nascer feliz para muitos desacreditados. Agora é a nossa vez de lutar. Chega de moleza, e de sermos alunos passivos. É preciso ir à luta. Lembrete: “É preciso tirar os andaimes depois que a casa já está construída”.

     Sentimos e sentiremos saudades da bravura e da ternura do Tym.  Que dirá a esposa dele e viúva no momento? Saudade para ela é arrumar as malas do Tym que já morreu (parafraseando a frase do Rubem Alves).

     Dê honra a quem tem honra dizia o Apóstolo São Paulo.

Salve o Tym. Salve o Chak. Salve o Tym-chak. Salve a música. Salve o compasso binário. Salve a regularidade. Salve a firmeza de caráter do saudoso Waldomiro Tymchak.

Abraços de Joe. Um poeta de luto na luta por um mundo melhor.

Rio de Janeiro (sábado) 21 de abril de 2007.  Texto fabricado durante o campeonato internacional de acrobacias aéreas (Red Bull) na enseada de Botafogo. Os aviões voavam e minhas idéias voavam com eles. Salve o sincronismo.

 

NÃO CABE CANONIZAÇÃO, MAS..."

"posso afirmar que ví Jesus, porque ele era a pessoa mais parecida com Jesus que eu conhecí. " Pastor Ricardo Ramos

Sinceramente, eu não posso desdizê-lo.

Gostava de ouvir o pastor Waldemiro pregar, mas meu coração se derretia perante suas orações e enchia-se da presença de Deus.

Era de uma intimidade indescritível. Quem já participou de um destes momentos pode atestar isso.

Pr. Silvado disse, ontem, que não cabe na nossa teologia a canonização, mas que, com certeza, vamos guardá-lo em nossas memórias e coração, respeitosamente.

Pr. Xavier disse que muitas vezes nós nos arraigamos tanto neste mundo, incluindo pastores, que Deus precisa, muitas vezes, nos pegar e chacoalhar para que acordemos. E completou, "Eu acho que Deus fez isto com o pastor Waldemiro há 18 anos atrás, quando do seu diagnóstico de câncer. E, a partir dalí, ele vivia um senso de urgência, de que não havia tempo a perder."

Foram muitas as palavras que, no seu conjunto, relataram um pouco do pastor Waldemiro Tymchack.

Meu pai e minha mãe eram amigos dele.

Ele me viu nascer e crescer na PIB de Curitiba.

Meu marido tornou-se amigo dele.

Meus filhos tornaram-se amigos dele.

Nossa, como todos nós perdemos!

Entretanto, que amor gostoso que ele nos ensinou.

A saudade que vamos sentir não vai ser doída. Vai ser gostosa, cheia de esperança de um breve encontro.

Cynthia Jacobson Berzins

QUE PRIVILÉGIO!

Ainda com os olhos teimando em derramar lágrimas diante da lembrança deste homem que marcou a minha vida e a vida de tantos outros que o conheceram e tiveram o privilegio de estar com ele, começo a escrever este testemunho de quem tem muito a agradecer a Deus pela vida do pastor Waldemiro Tymchak.

Minha primeira experiência com ele foi quando, ainda no inicio do meu ministério, no ano de 1991, o convidei para pregar na igreja que eu pastoreava; uma pequena e humilde igreja dentro de uma favela em Bangu. Muitos membros da nossa igreja não acreditavam que ele aceitaria o convite, alguns diziam de maneira acética: “Como este grande servo do Senhor, que é convidado a pregar em grandes igrejas do Brasil e acostumado a viajar a vários países do mundo, terá tempo para vir pregar na nossa igrejinha da favela?” Mas ele foi e, nesse dia, a minha igreja aprendeu que este grande servo do Senhor também era um humilde servo do Senhor. Depois disso, um pastor de uma igreja vizinha me perguntou: “Como você conseguiu trazer o pastor Waldemiro Tymchak a sua igreja?” Eu respondi: “Simplesmente convidei e ele aceitou”. A partir deste dia nasceu a minha admiração e respeito por este grande homem, que sem dúvida aprendeu com Jesus a ser manso e humilde de coração.

Visão, fé, coragem e ousadia eram outras de suas características, experimentei isso quando me apresentei na Junta para ser missionário. Anteriormente eu havia me apresentado na JMN, pois pensava que Deus me chamava para ser missionário em nosso próprio país. Mas por questões econômicas a nossa querida JMN não pôde aceitar a nossa apresentação. Foi então quando senti no meu coração que devia me apresentar na JMM. Quando cheguei lá, a pessoa que me recebeu disse que também não havia recursos financeiros no momento para enviar novos missionários ao campo e que havia 60 candidatos numa lista de espera. Mas mesmo assim, essa pessoa me levou para falar com o pastor Waldemiro. Com que simpatia e amabilidade ele me recebeu! Depois de lhe contar sobre a minha experiência de chamada e de que antes havia ido a JMN, ele me disse: “Sabe, meu irmão, nós também não temos os recursos financeiros para enviar o irmão neste momento. Mas o irmão é um vocacionado e eu nunca recuso um vocacionado por falta de dinheiro, porque Jesus não me ensinou a orar por dinheiro, mas sim por vocacionados, e se o Senhor ouve as nossas orações por mais obreiros para a sua seara, certamente ele providenciará também o dinheiro para que possamos enviar o obreiro”. Incrível, como isso me impactou e como me influencia até agora diante dos desafios de fé que Deus coloca no meu ministério. A fé e a expectativa do pastor Waldemiro se cumpriram poucos meses depois, quando um casal, que era dono de um restaurante, foi a Junta se oferecendo para me adotar de maneira integral, e eu fui enviado ao Peru. O pastor Waldemiro tinha a visão e a fé de Jesus.

Ah são muitas as experiências e lições que aprendi com ele, acho que dava para escrever um livro, mas quero narrar somente outra mais. Talvez essa tenha sido a maior de todas e que demonstrou todo amor, carinho e cuidado que ele tinha pelos missionários. O nosso filho Marcos, aos 14 anos de idade, tinha caído no vicio das drogas quando estávamos no nosso segundo ano no Peru. Foi um tempo de grande angústia para nós, depois de lutar por dois anos, tentando salvar o nosso filho, entramos numa situação de não saber mais o que fazer e decidimos deixar o campo e voltar ao Brasil. Mas o pastor Waldemiro telefonou para a nossa casa e chorando junto conosco disse: “Meu irmão, o diabo não pode ter a vitória sobre vocês, seja valente, continue no ministério que Deus te chamou; manda o seu filho para o Brasil, que nós vamos cuidar dele”. E realmente ele cuidou do Marcos. Eu senti todo o amor, carinho e cuidado que o pastor dedicou ao filho do missionário; mesmo depois de recuperado o pastor continuou dedicando amor ao nosso filho, de maneira que hoje o Marcos, que é um vocacionado para missões e está cursando o segundo ano de Teologia, além de tê-lo tido como um grande amigo,  tem também um grande exemplo para seguir. O pastor Waldemiro amava e pastoreava como Jesus.

Houve um tempo na minha vida que eu pensava: “Como gostaria de ter conhecido o apóstolo Paulo, andado com ele, conversado com ele, pedido seus conselhos, participado da sua equipe missionária.... Ou, como sería bom se eu tivesse conhecido outros grandes homens de Deus do passado como Guilherme Carey, Spurgeon, etc.” Mas hoje já não tenho este sentimento, porque Deus me deu o grande privilégio de conhecer Waldemito Tymchak, de andar com ele, de hospedá-lo na minha casa, de conversar com ele, pedir seus conselhos e participar da sua equipe missionária. Privilégio maior que esse, só os doze que estiveram com Jesus; por isso agradeço a Deus, porque sinto que desfrutei de algo semelhante,  já que o pastor Waldemiro foi o homem mais parecido com Jesus que eu conheci.

Por isso termino este texto com o coração cheio de gratidão a Deus e com a alma sussurrando uma verdade santa, que domina todo meu ser: "Meu pastor querido, meu amigo, meu pai... como foi bom ter te conhecido!".

Pastor Ricardo Ramos - Missionário da JMM – Arequipa - Peru.

Waldemiro Tymchak, Homenagens V

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:05, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens V

ALIANÇA BATISTA MUNDIAL

Vital, boa tarde!

 Acabo de receber seu e-mail, contendo emocionantes depoimentos acerca do Tymchak. Muito obrigado por essa iniciativa que me sensibiliza o coração nesta tarde de sábado. Parece incrível que isso tenha acontecido, difícil mesmo de crer!

Conforme você terá oportunidade de ler abaixo, no e-mail que enviei em nome da Aliança Batista Mundial, ontem, pouco antes do culto no Seminário do Sul, todos nos aqui de casa temos laços de amizade com o Tymchak ha mais de 40 anos. Uma grande perda pessoal para quantos o conheceram e com ele conviveram.

A gente está em oração pela Acidalia, Nelsinho e Tati, e demais familiares, como também pela Família JMM espalhada por este mundo afora.

Deus certamente já está providenciando o consolo e o fortalecimento para este momento humanamente difícil de aceitar. A terra se empobreceu, o Céu se enriqueceu, Deus seja glorificado!

Que o Espírito Santo abençoe a memória do Tymchak no coração do Seu povo, particularmente no nosso coração como Batistas Brasileiros!

Um abençoado final de semana para você e sua família,

Fausto

...................................................................................

A

                Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira

                A/c Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil

               

                Queridos membros da Junta e Equipe da Sede da JMM,

                Queridos Batistas Brasileiros,

                Querida família Tymchack - Acidália, Nelson, Tais e demais familiares,

               

               

                Dione e eu fomos tristemente surpreendidos nesta manha com um telefonema de Denise, dando-nos conta da convocação ao Céu do queridO Pastor Waldemiro Tymchak.

               

                Os laços de amizade pessoal que nos unem a família Tymchak datam dos  tempos em que o Pr. Waldemiro era seminarista na Primeira Igreja Batista em Copacabana. Esses laços se tornaram cada vez mais fortes com a passagem dos anos. Tive o grande privilegio de contar com a presença e a

participação dele na membrezia da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro durante meu pastorado. Nas lides denominacionais, estivemos juntos em

incontáveis eventos e situações de nossa denominação e da família evangélica, no Brasil e no exterior.

               

                Tão pronto recebi a informação de Denise, repassei-a para toda a liderança da Aliança Batista Mundial. O Pastor Tymchak faz parte do grupo de

sete representantes da Convenção Batista Brasileira na Aliança Batista Mundial, alem de ser o Diretor de Missões da União Batista

Latino-Americana. No ano passado, por ocasião da reunião anual do Conselho Geral da ABM, realizada na Cidade do México, ele foi um dos painelistas no Fórum Missionário.

               

                Amigo íntimo do Presidente David Coffey - juntos estudaram e jogaram futebol no Spurgeon College na década de 60 - o Pastor Tymchak é muito

querido e respeitado pela liderança batista de todo o mundo como um líder inconteste na área de Evangelismo e Missões. Seu abençoado ministério à frente da Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira tem merecido o mais elevado reconhecimento em todo o mundo.

               

                Transmito neste momento as condolências, o pesar e as orações do Presidente da Aliança Batista Mundial David Coffey, do Secretário-Geral Denton Lotz e dos Batistas de todo o mundo a irmã Acidália, ao Nelson e a Tais, a todos os familiares, a Junta de Missões Mundiais e aos Batistas Brasileiros.

               

                Dione, Diane e André, Denise e Mário se unem a mim nesta expressão pessoal de profunda tristeza e pesar de nossa família pelo passamento do

querido amigo Tymchak. As recordações de todos esses anos inundam o nosso coração nesta hora. Suplicamos a Deus o conforto do Espírito Santo para o coração da Acidália, Nelson, Tati e entes queridos, a quem expressamos nosso amor e com quem reiteremos nossa grande amizade.

               

                Que o Senhor Deus seja gracioso no cumprimento da promessa de Apolicapse 14.13 e abençoe a memória do Pastor Waldemiro Tymchak!

               

                Pastor Fausto Aguiar de Vasconcelos

                Diretor, Divisões de Evangelismo/Missoes & Estudos/Pesquisas

                Aliança Batista Mundial

 

UM LÍDER ESTUDIOSO E ATUALIZADO

Agradeço a Deus o privilégio de haver desfrutado da companhia do Pr. Tymchak em alguns momentos especiais, alguns deles em visitas a meus pais enfermos, no sepultamento do meu pai, em momentos convencionais e específicos para a liderança da CBB. A amizade da família Tymchak é um tesouro que guardo com muito cuidado. Lembro-me de um encontro da liderança batista acontecido em Ilhéus (BA). Havia temas importantes em discussão e estávamos envolvidos com as preocupações de sempre. Presente em todas as reuniões, pouco se ouvia a voz do pr. Tymchak. Não precisava. Ele sabia perguntar o que era devido e explicar o que era necessário. No final do encontro, tivemos uma manhã de espera até o momento do vôo. Foi quando o vi com um livro aberto, lendo com alegria e interesse. Aproximei-me, conversamos um pouco sobre o livro que tanto o entusiasmava. Conversa agradável, produtiva, séria. Um homem atento ao momento do mundo. Homem que sabia viver em grupo, mas que cultivava sua individualidade e aproveitava o tempo para aprender. Uma inspiração para mim.

Ana Maria Suman Gomes, Rio de Janeiro (RJ)

 

Waldemiro Tymchak, Homenagens IV

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:02, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens IV

SIB PALMAS-TO

Amor genuíno pelas armas perdidas!

Não o conheci pessoalmente, mas tive oportunidade de ouvi-lo através de vídeos sobre campanha de missões mundiais, pude sentir verdadeiramente seu amor pelas almas perdidas. Ergamos nossas cabeças e ponhamos em pratica todo o legado que este grande homem de Deus nos deixou: o desafio de alcançar povos que ainda não ouviram falar de Jesus Cristo, o Filho de Deus. 

Daniel de Brito Fragoso

 

PIB NO SETOR O CEILÂNDIA-DF

Parabéns pera iniciativa!!!  Precisamos, como diz a Palavra de Deus, "a quem honra, honra".  Estarei  conduzindo a Primeira Igreja Batista no Setor O, Ceilândia - DF, igreja que sirvo como Ministro de Música, em um clamor em favor da família enlutada e da obra missionária mundial, rogando a Deus que levante, como falei anteriormente em outra mensagem, outro valente de Deus que conduza, na direção de Deus, esta Grande Obra.  Que o povo de Deus chanado Batista ouça a voz do Senhor da Seara.

 

Waldemiro Tymchak

(Homenagem de Liliane Ravani ao líder e amigo)


Enxergou o mundo inteiro com a visão de Deus.

Ouviu o clamor do esquecidos,

entendeu a dor dos oprimidos,

de todas as tribos, povos e nações.


Sonhador, visionário,

jamais se desviou do Ide.

Em busca da libertação dos cativos,

mobilizou, exortou, ensinou, pregou.


Respirou missões, viveu missões.

Incansável, rítmo acelerado, como se o tempo fosse hoje.

Homem de dores. Não mediu esforços.

Aos perdidos, amou, aos que andam nas trevas, luz levou.

Foi líder, pai, time(chak).

IB LAGOA DE CARAPEBUS
Pr Paulo Romeu Moreira
Querida família estamos orando por vocês, para o conforto dos céus acalmar a alma e o coração.
Abraços Fraternos.

VINDE BENDITOS DE MEU PAI!!!
  Sei que a saudade é imensa quando perdemos a presença de quem amamos.
  No entanto, imaginar o que eles estão fazendo na presença de Jesus e com tanta gente boa lá nos conforta e muito.
  Perdemos o meu pai tem dois anos. Imagino que ele esteja embevecido com tamanha felicidade ao lado de tantos que encontrou lá. Agora chega mais um entre outros tantos que nem sabemos. O pastor Waldemiro Tymchak marcou-nos muito e agora desfruta trabalhando de uma outra forma, pois ali não há mais cansaço, dor, lágrima...Ele já trabalhava muito por aqui, imagine agora com as "regalias" que recebe! Poder contemplar constantemente a face de Deus, ser livre completamente das dificuldades da vida terrena e dos dardos inflamados do maligno. Agora ele pode ver, perceber e viver o céu sem interrupção.
  E já está dando saudade de lá...!!! Enquanto isso vamos buscando a presença de Deus e sendo impulsionados pelo Espírito Santo a viver da melhor maneira com a Sua presença, enquanto trabalhamos por aqui.
  Deus nos abençoe muito !!!
  Henri.

PIB JARDIM PITORESCO

Lamentamos grandemente a perda do Pr Waldemiro. O povo cristão perde um grande icone da história cristã e Missões Mundiais perde um grande motivador e incentivador da obra missionária. Peço a Deus que console e conforte os corações de seus famíliares.  José Júnior da Silva Barreto - seminarista da Primeira Igreja Batista em Jardim Pitoresco em Nova Iguaçu - Rio de Janeiro.  

Waldemiro Tymchak, Homenagens III

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 9:00, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens III

PERDA INESTIMÁVEL 

Nesta sexta-feira o povo batista despediu-se do Pr. Waldemiro Tymchak, falecido nesta manhã, aos 69 anos. Agradecemos a Deus por sua vida, preciosa para nós e, principalmente, para o Senhor! (Salmo 116.15). Foi Secretário Executivo (Diretor Executivo) da Junta de Missões Mundiais por quase 28 anos. Natural do Paraná, filho de emigrantes russos, teve forte influência da avó em sua formação cristã, além do exemplo de tenacidade e bravura de sua mãe, jovem viúva. Durante seu ministério, ampliou a participação dos batistas brasileiros na obra missionária mundial de maneira tal que, hoje, o Brasil é  importante centro de evangelização, sustentando missionários nos lugares mais remotos do planeta Terra. Certamente, ele recebeu do Senhor o seu galardão, tendo como testemunha a multidão de salvos através do trabalho missionário que liderou. Para a esposa, Acidália, e seus dois filhos A PIB de Vitória roga a consolação do Espírito Santo.

 

IB EM MUNHOZ JR – OSASCO-SP.

Comove-se com esta notícia, louvando a Deus pela vida do saudoso pastor Waldemiro.                   

Pr. Fabio Luiz Furtado

 

UNIÃO DE HOMENS BATISTAS MINEIROS

À Família enlutada meus eternos sentimentos. Que o Senhor conforte a todos.
Estamos orando por vcs.
Pela União de Homens Batistas Mineiros: Gediel Moreira da Silva

 

PERDAS IRREPARÁVEIS AOS OLHOS DOS HOMENS
A obra missionário mundial, emudece, se enluta e se empobrece.
A JMM perde seu capitão, Waldemiro Tynchak, no meio do mar.
Mas o Comandante Supremo estará sustentando toda a frota missionária.
Perda irreparável, humanamente falando.
Perdemos o amigo e o homem de visão missionária.
Que Deus console a Denominação Batista.
Que Deus conforte Acidália e filhos.
Que Deus, só Ele, repare a perda.
Toda Honra e Glória ao Senhor Deus de Missões.
Pastor Paulo Roberto Sória
(Ex-missionário da JMM na França por onze anos).
"Car quiconque invoquera le nom du Seigneur sera sauvé." Romains 10.13

PIB em Centenário Duque de Caxias - RJ

EU NÃO PARTI, CHEGUEI!
Em um testemunho emocionado em Florianópolis na Reunião da OPBB, de uma esposa de Pastor de São Paulo falecido, ela disse que recebeu um telegrama do Pr.Waldemiro Tymchak que disse:
Nosso amigo não partiu, chegou!
Pr. Tymchak já deixou em vida as palavras de condolência para a família, para os missionários e para o povo batista brasileiro: “Eu não parti, cheguei!”
Consolemo-nos mutuamente com estas palavras.
Pastor Marcos Luis Lopes

IB Memorial em Olavo Bilac - Duque de Caxias-RJ

 

“ESTÁ NOS BRAÇOS DO PAI”

Pr. Timchak enquanto vivo servia ao Senhor muito feliz. E, nesse momento,
ele vive outro momento de felicidade: está nos braços do pai. Por esta razão
é que é preciosa ao Senhor o passamento dos seus santos. Que Deus conforte
sua família, a JMM e toda a denominação.
Meus fraternos sentimentos, Pr. Márcio Barros

 

GRUPO BATISTAS-THEO

É uma perda muito grande, mesmo!
Deus o nos deu. Deus o tirou. Louvado seja o nome do Senhor!
Mauricio Vila

 

GRUPO BATISTAS DO BRASIL

Os batistas brasileiros foram surpreendidos, nesta manhã, pela convocação do Pr. Waldemiro Tymchak à presença do Criador. Não deixou de ser uma surpresa, muito embora soubéssemos da fragilidade da sua saúde, desde que ele foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um câncer.
Desde então o Pr. Tymchak vinha vivendo como um guerreiro que se recusa a tombar diante de seus adversários, no seu caso, as fragilidades decorrentes de seu estado físico. Mas apesar disso, o Secretário Geral da JMM, tendo à sua retaguarda, depois de Deus, sua dedicada esposa, vinha sendo o eficaz timoneiro da barca missionária dos batistas brasileiros fora do nosso território. Lutou bravamente e agora, na eternidade, recebe a sua coroa.
Diria, neste momento, o literato: E agora, José? E agora, batistas?
Quem Deus indicará para realizar esse importante serviço, o de dirigir os destinos da JMM?
É hora de interceder, para que os líderes da CBB percebam a voz de Deus e convoquem alguém não menos habilitado e consagrado do que o Pastor Tymchak. Por isso, digo aos componentes do Conselho da CBB: Prestem bem atenção à voz do Senhor e não façam bobagem.
Que o Senhor conforte serenamente a família do Pr. Waldemiro Tymchak.
ACGMataruna

 

"MEIO ORFÃO"

Estou me sentindo como o Genilson: meio órfão. Após ver o Pr. Tymchak nestes últimos sempre fazendo o apelo nos vídeos missionários sinto que um vazio grande ficará, e que somente Deus poderá preenchê-lo.

Abraços.

Pr. Adauto B. Marcussi

Ribeirão Preto-SP

 

"O CHEFE NÃO ESTÁ MAIS ENTRE NÓS"

Recebi ligação telefônica nesta manhã, me dando noticia deste lamentável fato; fico pensando, na medida em que esta noticia começa a chegar aos mais distantes campos missionários, os nossos 600 missionários espalhados pelo mundo ouvirem dizer: o "chefe" não está mais entre nós! Registro assim meu tributo de alegria e privilégio de ter com ele convivido durante os 6 anos em que pude ser membro desta grande Junta de Missões Mundiais da CBB, sendo um ano como seu Vice-Presidente. Abraços à família batista....Pr.Genilson Vaz - PIB do Gama-DF

 

"SUGESTÃO DE HOMENAGEM"

Às 20h deste domingo, em respeito/homenagem ao querido pastor Waldemiro, observaremos um minuto de silêncio, parando por este tempo nossa celebração da noite, deixando sua foto/imagem no telão! Se isto puder servir de sugestão aos colegas Pastores e Ministros de música...Brasília está sob forte temporal, desde ontem....reflito que os céus estão derramando suas lágrimas pela perda...Pr.Genilson Vaz

 

PIB JUIZ DE FORA

Waldemiro deixa uma lacuna na Obra Missionária Batista não só no Brasil, mas no cenário mundial. Fica, o grande exemplo a ser seguido de um líder moderado, tranqüilo, equilibrado e empreendedor.
Que Deus console a família enlutada. Pr. Aloizio Penido

 

PIB PRESIDENTE MÉDICI – RO

Também se solidariza com a família Batista em especial com a irmã Acidália e filhos.

Diácono Joaquim Cerqueira César 1º Vice-Presidente

 

“ENVIADO DE DEUS”

Este sim, sem qualquer dúvida, foi um chamado e  ENVIADO de Deus.
Um verdadeiro APÓSTOLO batista, na acepção da palavra, sem titulação,
mas por trabalho, dedicação, visão e dependência de Deus.
Glória, pois ao Senhor pela vida preciosa do Pastor Waldemiro Tymchak que
nos deixou, mas que sabemos estr junto ao Trono do Deus Altíssimo, onde
também nos encontraremos, por Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador.
Abraços em solidariedade à distinta família e a todos os batistas
brasileiros espalhados pelo mundo. Jose Fernando (IB PRAIA DO CANTO – VITÓRIA-ES)

 

IB MONTE HOREBE – FORTALEZA-CE

Gostaria de me juntar a todos do grupo e indiretamente a todos os demais (amigos e familiares) que, ora, estão tristes com a partida do Pr. Waldemiro.

Infelizmente não tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente, mas tinha um grande respeito e admiração por ele. Sempre que recebíamos algum material de Missões Mundiais, eu o folheava em busca do editorial ou alguma mensagem do Pr. Waldemiro.

Viver missões acredito que seja a melhor demonstração de amor, fé e obediência, que o discípulo de Jesus, pode dar pelo seu Senhor, e o Pr. Waldemiro fez isso.

A Igreja Batista Monte Horebe (Fortaleza -Ce), presta suas homenagens e sentimentos.

Marcos Barreto

 

PIB SOBRADINHO-SP

A PIB de Sobradinho em S. Paulo agradece a Deus pela vida e inspiração deste
seu servo e entende que aumenta a sua responsabilidade com a obra de missões
mundiais. Pr. Elias V. Vale - S. Paulo.

 

PIB ALTO DA BOA VISTA-RIO DE JANEIRO

A PIB do Alto da Boa Vista, Pr. Romano Borghi e família se solidarizam com a família do pr. Waldemiro, JMM e nossa denominação pela irreparável perda do grande servo do Senhor!

 

PIB PINHEIROS-SÃO PAULO

A Primeira igreja batista em Pinheiros se sensibiliza com este acontecimento, aprendemos amar a missões com a disposição deste servo, Que Deus nos ilumine a continuar seus sonhos e consolar os corações enlutados um grande abraço Pr Helder Ticou Didoff

 

PIB VIGÁRIO GERAL – RIO DE JANEIRO

"É lindo ter a certeza que um filho do Deus Altíssimo cumpriu sua missão e alcançou o grande passo da fé cristã: Estar ao lado do Pai por toda eternidade! Nada em nossa existência se compara a tal grandiosidade e alegria!" Aline Azevedo, PIB Vigário Geral, Rio de Janeiro, RJ.

 

Waldemiro Tymchak, Homenagens II

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 8:59, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens II

MEU AMIGO TIC-TAC...

(Homenagem de Silvino Netto ao colega de turma Waldemiro Tymchak)

 

TIC –TAC...

Foi assim que os colegas de turma,

Do Seminário do Sul,

Do Curso de Bacharel em Teologia,

Formandos de 1965,

Apelidaram, “carinhosa” e criativamente,

Waldemiro Tymchak,

Ou seja: Tic-Tac.

 

Meu caro Tic-Tac,

Chegou a sua hora!

 

O relógio de sua existência terrena

Parou de bater tic-tac, tic-tac....

Mas, ainda é possível ouvir

Muito presente

A voz de seu coração

Apaixonado por missões,

Batendo insistente e fortemente:

Tic-Tac, Tic-Tac, Tic-Tac…

 

Você se foi, mas sua voz ficou

Despertando-nos para ouvir

O clamor dos miseráveis,

Dos perdidos sem Cristo Jesus,

De todos os povos, de todas as nações.

 

Tic-Tac, Tic-Tac, Tic-Tac

É o seu toque insistente

Apontando-nos o ponteiro de Deus,

Para o tempo de proclamar:

Ide e Pregai!

 

Tic-Tac, Tic-Tac, Tic-Tac,

É a lembrança de seu choro pela Russia,

O soluço de seu peito

Batendo às portas da China,

Seu sonho de despedida...

 

Tymchak, Herói de Missões,

Você viveu cada segundo,

cada minuto, cada hora, dias e anos,

apaixonado pelas almas perdidas.

E hoje, não é mais possível

Deixar de ouvir o toque

Gravado em nossas mentes

E corações,

Convidando-nos a acompanhar,

No rítimo de Deus,

A marcha por missões,

No cumprimento da Grande Comissão:

 

Indo, a cada segundo, tic-tac,

Fazendo discípulos de todas as nações,

Batizando-os em nome do Pai,

Do Filho e do Espírito Santo,

Ensinando-os a observar todas as coisas

Que eu vos tenho mandado.

E eis que estou convosco,

Todos os dias, tic-tac, tic-tac,

Até a consumação dos séculos...

 

Tic-tac, tic-tac, tic-tac,

Tymchak, Tymchak, Tymchak…

 

20/04/2007

 

 

 

EQUIPE LIFEWORDS

Os membros que compõem a equipe Lifewords expressam, nesse momento de dor e pesar, os mais profundos sentimentos pela passagem do dileto amigo Pr. Waldemiro Tymchak, cujo longo e árduo trabalho em prol do reino tantas bênçãos promoveu à causa evangélica no Brasil.
Nossa tristeza por essa perda e imensa lacuna que ora se abre no ministério cristão de nosso país só é amenizada pela certeza de que nosso querido irmão de fé desfruta da gloriosa e incomparável presença de Nosso SENHOR Jesus Cristo.
Equipe Lifewords.

 

IB GAÚCHA - Porto Alegre-RS

A Igreja Batista Gaúcha (Porto Alegre) está presente nessa hora de tristeza, mas de vitória. Que o Senhor console os nossos corações e levante outros homens com coração missionário como o de Tymchak. À Família (Acidália, Nelson e Thaís) o nosso abraço especial. 2Coríntios 1.3-5.
Pr. Bruno T. Seitz.

 

CAIU UM VALENTE!
Uma vez mais nós perdemos.
Perde a família Cristã ao redor do mundo, qualquer que seja a nação.
Perde a família Batista.
Perde a família missionária.
Perde a família sanguínea.
Todos perdemos...
Mas ele, ele ganhou.

Ganhou a recompensa de sua fé e dedicação ao Senhor Jesus Cristo.
Ganhou o merecido descanso.
Ganhou na maneira como faleceu, dormindo, dormiu na Terra e acordou no Céu, ao lado de Jesus Cristo, a quem amou e serviu com desvelo, ardor, fidelidade, disposição, mesmo nos maiores períodos de lutas com a enfermidade que o acometeu, câncer, com as cirurgias seguintes.
Este nome, aliás, o homem por trás deste nome, marcou história no Cristianismo Mundial nos muitos últimos anos.
Que Deus console, como certamente o fará, a irmã Acidália, filhos, amigos mais chegados, e a todos nós que, mesmo de longe, sentimos sua partida ... a saudade...
Um dia nos encontraremos e o veremos feliz, robusto, corpo ressurreto, incorruptível.
Descanse em paz, pastor Waldemiro, sua vida falou e ainda falará em seu nome, para engrandecimento do Soberano Nome do Senhor Jesus Cristo.
Louvado sejas Tu, Senhor Deus, a quem amamos e servimos, que nos permitiu ter em nossa companhia alguém de cuja vida só temos exemplos a seguir.
Sérgio Jesus, pastor batista. Rio de Janeiro CBC

 

IB EBENÉZER DE DIADEMA-SP.

É necessário que haja um fim para que haja um recomeço.O Pastor Waldemiro agora recomeça uma vida glorificada ao lado daquele que foi seu único motivo de vida aqui, JESUS CRISTO.

“Lá está o meu tesouro

Lá onde não há choro

Onde todos cantaremos juntos

Hinos de louvor ao senhor.

Aleluia"  Sérgio Pimenta

 

PIB BEBEDOURO-SP.

Louvo ao Senhor pela obra que Ele realizou na vida e através da vida do Pr. Waldemiro. Muitas vidas no Brasil, dentre elas a minha, e ao redor do mundo foram abençoadas pela instrumentalidade deste homem de Deus.
Vocês família, foram agraciados por Deus, tendo este homem como esposo e pai. Consolações do Espírito Santo a todos.
Pr. Eucleme Lopes Paula

 

PIB-CUBATÃO-SP.

Querida irmã  Acidália e filhos.

Tombou um Príncipe em Israel, mas, levantou-se e está diante do seu Salvador Jesus Cristo, no céu.

Pr. Waldemiro deixa saudades e uma grande lacuna em nosso meio batista.

 Que as doces consolações do Santo Espírito de Deus vos console.

Pr.Lutero , Família e Família PIB-Cubatão-São Paulo

 

PINDAMONHANGABA-SP.

Sedes fortes, e revigore-se o vosso coração, vós todos que esperais no Senhor. Salmos, 31:24, que Deus esteja sempre ao lado da família.

Vicente Medeiros

 

IB NOVO CAMINHAR DE AVARÉ-SP.

Estaremos lamentando a perda e orando pelos familiares.

Pr. Mario de Araújo Pereira

 

EU O ADMIRAVA...

A perda desse Homem de Deus muito nos comove... Eu o admirava, mesmo sem conhecê-lo, pois seu trabalho e dedicação à obra missionária falava por ele.  Rogamos as consolações do Santo Espírito à família enlutada.  Que Deus levante um substituto à altura da obra de Missões Mundiais.

Pr. Carlos Wagner Alencar Pinheiro

                                                                     

IB DA SACRAMENTA – BELÉM-PA

William Carey e Waldemiro Tymchak, Pai e filho do movimento moderno de missões, obrigado Senhor e nos ajude a sermos os netos que continuarão está obra missionária. Pr.Josuberti

 

PIB SANTO ANDRÉ/CONGREGAÇÃO SOROCABA

Com muito pesar recebo esta notícia.
Sem dúvida nenhuma o Pr. Waldemiro à frente da JMM ampliou os horizontes  do trabalho missionário de nossa denominação.
Tive o privilégio de estar com ele apenas uma vez na sede da Junta e o vi ministrar algumas vezes, sempre com muita paixão pela obra missionária.
Que o Senhor conforte nossos corações e especialmente da família
Pr.Edson Barbosa

 

PIB FLAMENGO – RIO DE JANEIRO

Povo Batista perdeu um grande líder, o amor incalculável por missões mundiais, pelos povos de toda Terra. Oremos, amados(a), pelos familiares para que sejam reconfortados. Minha Igreja a PIB do Flamengo sentiu com muita tristeza a partida do Pr.  Waldemiro Tymchak nesta manhã. Estarei no Culto de Celebração e adoração a Deus. Vamos trabalhar enquanto é dia, pois a noite vem quando ninguém mais pode trabalhar. Há muitos povos que precisam ser alcançados.

 

CABO FRIO - RJ

Eu não poderei estar no Rio para prestar a nossa solidariedade à família(Acidália e filhos), mas já agradeci a Deus pela vida de Waldomiro.
Os nossos "moicanos" estão partindo. Restam poucos e só nos cabe orar ao Senhor para que levante outros e outros que tenham a mesma visão e disposição desses que foram verdadeiros gigantes na nossa Denominação.
Pr. Flavio Lima - Cabo Frio

Waldemiro Tymchak, homenagens I

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 8:57, Categoría: Waldemiro Tymchak, Homenagens I

"MORREU NOSSO HERÓI"

Acabei de falar agora com Acidália, que disse: "morreu nosso herói".
Waldemiro Tymchak morreu dormindo, ao lado da esposa.
Seu corpo será velado hoje na capela do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, como era seu desejo.
Ainda não temos informações sobre horários de culto e sepultamento.
Quem conheceu Waldemiro perdeu um amigo. Eu perdi. Pr. Israel Belo - IB Itacuruça-Rio

 

"PRIMEIRO COMUNICADO" 08:45 DE 20/04/2007

Comunico com muita tristeza e em meio a lágrimas o falecimento do amado pastor Waldemiro Tymchak nesta manhã.

Que Deus abençoe sua amada Acidália e filhos.

Recebi este comunicado de um amigo e aluno, que trabalha na JMM.

Aguardemos outros detalhes.

Orem por todos os missionários e batistas que perdem um grande homem, grande servo, grande pastor.

Com respeito.

Westh Ney

 

“COMUNICADO OFICIAL” DA REDAÇÃO DA JMM 09:56 DE 20/04/2007

Missões Mundiais perde Waldemiro Tymchak

Com profundo pesar que Missões Mundiais comunica o falecimento do Pr. Waldemiro Tymchak, seu Diretor Executivo, hoje pela manhã, em sua residência.
O culto fúnebre será as 14:00h no Seminário do Sul. O corpo sairá da capela do Seminário às 15:30h para o Cemitério Parque Jardim da Saudade, na Av. Carlos Fontes, nº 500, Bairro Sulacap. O sepultamento acontecerá as 17:30h. O cemitério fica próximo à Escola de Oficiais da Polícia Militar.
Aguarde novas informações no Portal JMM.

Aguarde novas informações aqui pelo Portal JMM.

CAMPANHA 2007

.......................................................................................
Tema:  "Igreja de Cristo: Luz para as Nações"
Divisa:  "Eu te pus para luz dos gentios, a fim de que sejas para salvação até os confins da terra" (Atos 13.47b - Edição Contemporânea)
Acende uma Luz! Adote um missionário da JMM
Central do Adotante: 0800 709 1900 - www.jmm.org.br

 

 

IB PAU DOS FERROS-RN

Que o Deus de toda consolação esteja confortando e consolando os corações da irmã Adália e de seus filhos Nelson e Thaís.

Diácono José Cláudio de Sousa

 

PIB ITAPERUNA

À familia as condolências da PIB em Itaperuna, na pessoa de seu pastor, Gessy Frutuoso, que infelizmente não poderá estar presente por ocasião do sepultamento.  Que Deus conforte a família, amigos e todo o povo batista.
Pr. Cleber M. Moreira, Pr. Gessy Frutuoso

 

 

 

FLORIANÓPOLIS-SC

Aos familiares:

Um abraço fraterno com as consolações divinas e a mensagem do Salmo 121, do contemporâneo de STBSB, colega e amigo
Pr. Benjamim William Keidann - Florianópolis, SC

 

 

 

CEARÁ

Que Deus esteja consolando a irmã Acidália e sua família neste momento tão saudoso!

Hoje, todo o Brasil batista  chora a saudade do Pr Waldemiro, um exemplo de servo!

Os batistas do Ceará são gratos a Deus pela vida desse servo valoroso!

Pr. Pármenas Coelho - Sec. Exec. CBC

 

PERU

Querida Acidália

Que triste o dia de hoje. Perdi um grande amigo, meu pastor amado, a pessoa mais parecida com Jesus que eu conheci. Agradeço muito a Deus ter conhecido este homem extraordinário. Se fica a tristeza por sua partida, tenho ao menos a alegria de ter tido o privilegio de conhecê-lo e haver sido liderado por ele.

Que Deus console a todos nós e principalmente a você e a seus filhos. Obrigado por ter compartilhado conosco a vida do seu amado esposo.  

Pr. Ricardo Ramos - Missionário - Arequipa - Peru. 

 

 

PIB JOINVILLE-SC

Creio que nós, os Batistas, não perdemos, mas lucramos em Deus ter nos abençoado pelos anos que nos deu este presente chamado Waldomiro, que juntamente com sua querida esposa, Acidália, e família, nos deram tudo que tinham para fazer dos Batistas, uma denominação cada vez mais comprometida com missões.
Obrigado, Senhor, por não olhar para nossa pequenez, e nos ter dado um tão grande presente.
Deus supra a família e toda denominação pela ausência do nosso querido missionário.
Pr. Marcos de Joinville

 

BOLÍVIA

A Junta de Evangelismo e MISSÕES da Convenção Batista Boliviana se une à dor da família Tymckac pela perda do grande guerreiro Pr, Waldemiro. Deus abençoe e console a esposa e filhos. Pr. Isaias, Presidente

 

IB EL SHADAI – SALVADOR-BA

Prezados da JMM, Acidália e filhos.

Nunca conheci um homem foi tão importante para a obra missionária batista mundial. Homem de Deus, como poucos que soube lutar com valentia contra uma enfermidade que jamais foi maior que o seu ardor missionário. Me honra ter trabalhado na JMM com um servo de Deus desta estatura! Na eternidade ou na história das missões mundiais sempre haverá um lugar para este vaso de barro rico em tesouros. Já rogo a Deus pelo consolo à família enquanto choro o que me cabe, a distância. Por fim, agradeço a Deus pela vida de Tymchak, tão nobre exemplar de servo, luz para todas as nações de agora e do porvir.

Atenciosamente,

Pr. Irenilson Barbosa e família

Waldemiro Tymchak, biografia

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 8:54, Categoría: Biografia do Pr. Waldemiro Tymchak

Pr. Waldemiro TymchakO pastor Waldemiro Tymchak tomou posse como então Secretário Geral da Junta de Missões Mundiais no dia 13 de julho de 1979 (na época, a instituição chamava-se Junta de Missões Estrangeiras). Entretanto, o Senhor de Missões já vinha capacitando-o por muitos anos antes a fim de que assumisse a administração da obra missionária dos batistas brasileiros no mundo.

Waldemiro Tymchak nasceu no dia 15 de outubro de 1937, no Paraná. Seu pai, Basílio Tymchak, era um pregador leigo, natural da antiga União Soviética. Sua mãe, D. Teodora Tymchak, nasceu na Bessarrábia (na Romênia). Era uma lutadora, pois teve de sustentar a família após ficar viúva, ainda jovem. O menino Waldemiro recebeu uma positiva influência da sua avó, a quem carinhosamente chamava de “Bába”, palavra que em búlgaro significa “vovó”. Foi com ela, uma mulher piedosa e crente, que ouviu os primeiros sermões em russo, transmitidos pela Rádio HCJB, emissora cristã que transmitia a partir de Quito, no Equador.

Foi com sua avó e com o seu irmão Paulo que o pequeno Waldemiro aprendeu hinos do Cantor Cristão e cânticos infantis. Gostava de ouvir histórias da Bíblia, especialmente aquelas que falavam da segunda vinda de Cristo – um tema sempre presente na vida dos crentes eslavos.

A família Tymchak residiu inicialmente em São José dos Pinhais, tendo se mudado depois para a capital, Curitiba. O garoto Waldemiro Tymchak sempre foi bom aluno, aplicado e disciplinado nos estudos. Aos 12 anos perdeu o pai, mas não a influência e o testemunho de cristão que recebera dele. Basílio Tymchak era líder de uma congregação e um grande evangelista. Seu ministério teve lugar entre o povo eslavo. Por isso, o adolescente Waldemiro orava e cantava em russo fluentemente. Ele foi batizado na Igreja Russa, onde tocava banjo, bandolim e pistão. Na igreja foi líder de adolescentes e jovens.

Quando foi morar em Curitiba, Waldemiro Tymchak tinha 18 anos. Começou a “abrasileirar-se”. Na Primeira Igreja Batista de Curitiba, de onde foi membro, conviveu com grandes líderes batistas, como Walter Kaschel, Harald Schally e Artur Gonçalves. Na época, participou de muitos retiros, congressos e intercâmbios.

Na vida profissional seguiu as orientações do pai quanto a ter uma profissão e tronou-se alfaiate, atividade que exerceu até os 23 anos. “Bába” o acordava às 3 horas da madrugada e ele trabalhava até ao meio-dia. Depois do almoço, ia para a escola. Todo este esforço era necessário porque, sendo o filho mais velho, a responsabilidade pelo sustento da família após a morte do pai recaiu sobre seus ombros. Ele aprendeu a depender muito de Deus.

O jovem Waldemiro Tymchak cursou dois anos de estudos na Universidade Federal do Paraná, mas os interrompeu porque Deus o chamava para o ministério. Saiu da universidade e ingressou no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, no Rio de Janeiro. Durante os estudos no seminário, foi sustentado pela Primeira Igreja Batista de Curitiba. Como seminarista, serviu na Igreja Batista do Calvário e na Primeira Igreja Batista de Copacabana, ambas no Rio. Pregava nas favelas do bairro de São Cristóvão e fazia todo tipo de trabalho nas igrejas: cantava no coro (é tenor), pregava ao ar livre, visitava e substituía os pastores no púlpito.

Após concluir o curso de Bacharel em Teologia, o pastor Waldemiro Tymchak viajou para a Inglaterra, para fazer um curso de especialização em Novo Testamento no conceituado Spurgeon’s College, de Londres, onde ganhara uma bolsa. Durante o período do curso, conheceu outros países e também líderes denominacionais estrangeiros. Foi nesta época que visitou a Rússia e, profundamente impressionado com a realidade religiosa, política e social do país de seu pai, escreveu uma série de artigos intitulada “Eu chorei na Rússia”, publicada na época no Jornal Batista.

Em 1971, o pastor Tymchak retornou ao Brasil, indo trabalhar com a Congregação Batista em Bom Retiro, Curitiba. Três anos e meio depois foi para São Paulo, a fim de liderar a Igreja Batista Boas Novas, em substituição ao pastor Carlos Grigorowich, que encerrava um ministério de 43 anos à frente daquela igreja. Era uma típica igreja russa, com uma rígida disciplina, mas também uma igreja missionária e com uma grande membresia jovem.

Naquele mesmo ano, na Assembléia da CBB realizada em Campos, RJ, o pastor Waldemiro conheceu a jovem Acidália, natural da Bahia, com quem casou-se no dia 20 de janeiro de 1973, no templo da Igreja Batista Sião, em Salvador. Desta união nasceram os filhos Nelson e Thaís.
A família Tymchak servia ao Senhor na Igreja Batista Boas Novas quando o pastor José dos Reis Pereira, presidente da JMM, comunicou ao pastor Waldemiro a decisão da Junta de Missões Mundiais de convidá-lo para ocupar o cargo de Secretário Geral. Desde que assumiu as funções, no dia 13 de junho de 1979, a JMM ampliou grandemente o quadro de missionários e o número de campos onde os batistas brasileiros fazem missões.

Os quase 28 anos do Pastor Waldemiro Tymchak como Secretário Geral da JMM representam um período de grandes realizações. A obra missionária deu um salto significativo nessas quase três décadas. Hoje, a Junta de Missões Mundiais está presente em 63 campos, em 62 países, com um contingente de 598 missionários (em 1979, eram 56 missionários, em 11 campos).

Nesse período, os batistas brasileiros galgaram vitórias expressivas na evangelização do mundo, alcançando países fechados para o Evangelho, como Índia, Japão, Palestina, Líbano, Cuba, China, Iraque, Líbano, Sudão e outros. Das 15 nações que formavam a União Soviética, como Ucrânia e a Federação Russa, apenas uma (o Quirguistão) ainda não foi alcançada pela JMM. Nos últimos anos a prioridade têm sido os povos não-alcançados, especialmente os que estão na Janela 10/40 e no Leste Europeu.

Atualmente, a Junta de Missões Mundiais concentra mais de 50% da sua força missionária entre eles.
Estas três décadas também foram de mudanças ideológicas, quando a JMM passou a realizar a obra missionária com um novo paradigma, deixando de ser etnocêntrica (considerando nossa cultura superior a dos outros povos) e trabalhando mais com os missionários do próprio país. Esta estratégia tem permitido entrar em lugares proibidos para obreiros estrangeiros, como é o caso de Cuba, onde tem 128 Missionários da Terra (autóctones). Com esta categoria de missionários, a evangelização torna-se mais dinâmica. Eles são treinados e supervisionados pelos missionários brasileiros (Efetivos).

Atendendo as necessidades dos campos, a Junta criou novas categorias de missionários. Hoje, é possível ir para o campo por períodos que variam de seis meses a dois anos, como é o caso dos temporários, dos voluntários (que financiam sua própria estada onde atuam) e dos missionários de curto prazo. Os fazedores de tenda (trabalhadores que vão para outros países e sustentam-se com suas atividades profissionais) têm sido verdadeiras testemunhas onde o Evangelho não pode ser pregado na sua forma tradicional.

Nos últimos anos, o esporte ganhou destaque nas estratégias de evangelização. Através do Programa Esportivo Missionário (PEM) dezenas de pessoas ligadas especialmente ao futebol têm aberto portas para o Evangelho onde, de outra amaneira, seria impossível chegar. Este é o caso da China e de muitos países muçulmanos.

Além destes, a Junta passou a enviar equipes formadas por pastores, líderes, médicos e enfermeiros para realizarem campanhas evangelísticas em alguns campos, especialmente na América do Sul e na África, num trabalho de apoio aos missionários efetivos.

Uma das realizações mais importantes implementadas pelo pastor Waldemiro Tymchak foi o Programa de Adoção Missionária. O PAM tem viabilizado a participação direta da igreja na obra missionária ajudando no sustento financeiro e espiritual do obreiro. O Programa de Intercessão Missionária também foi um projeto que deu certo. Hoje, o PIM tem mais de 18.000 pessoas que estão orando pela obra de evangelização mundial.

A JMM criou, nesse período, em parceria com a Junta de Missões Nacionais, o Centro Batista de Treinamento Missionário (CBTM), que preparava de forma eficiente aqueles que seguiriam para os campos. Hoje, o preparo missionário é feito no Centro Integrado de Educação e Missões (CIEM), no Rio de Janeiro, um empreendimento desenvolvido em parceria com a UFMBB e JMN.

De olho nos desafios deste novo século, a Junta de Missões Mundiais está preparando, no IBER/CIEM, grupos para evangelizar povos não-alcançados na África e na América Latina. Trata-se do Projeto Radical, que faz parte de um novo paradigma da JMM de enviar jovens, por um período de até quatro anos, que viverão de acordo com os povos a quem irão anunciar o Evangelho. Atualmente há os Projetos Radical África (que estão evangelizando no Norte e Noroeste da África), o Luso-Africano (países africanos de língua portuguesa) e o Latino-Americano.

Sempre foi uma preocupação do Pastor Tymchak aproximar a Junta de Missões Mundiais daquelas que realmente fazem missões: as igrejas. Assim, ele dinamizou a comunicação da JMM, criando novos veículos para alcançar o coração dos batistas brasileiros com os clamores da obra missionária.

Sua maior publicação é o Jornal de Missões com uma tiragem bimestral de 160.000 exemplares, em média. O JM substituiu a revista O Campo é o Mundo (que tinha uma tiragem de 15.000 exemplares) e desde 2004 é publicado em parceria com Missões Nacionais. Também em parceria com a JMN, criou a Revista Missiológica, destinada à reflexão e ao estudo das tendências missionárias mundiais. A JMM editada também o informativo A Colheita é e enviado bimestralmente aos adotantes do PAM.

A JMM também ingressou definitivamente na era da imagem. Ela foi a primeira Junta a apresentar o seu relatório nas Assembléias de CBB em vídeo e criou as Videoconferências Missionárias. Em março de 1999 lançou um projeto arrojado: as Teleconferências Missionárias – um programa transmitido através da TV Executiva da Embratel que levou para todo o Brasil notícias e os desafios missionários mundiais. Além disso, a Junta está ligada à Internet e no ano passado transformou seu site num moderno Portal. Agora basta acessar www.jmm.org.br para ter na tela do computador um amplo canal de informação missionária.

Desde 1982, a Junta de Missões Mundiais trabalha através de planejamentos. Primeiro lançou o Plano Qüinqüenal de Metas; depois veio o Plano Decenal. No ano 2000 encerrou-se o Plano Quadrienal de Metas, lançado em 1996. Nesse mesmo ano, a Junta teve o prazer de concluir as obras de sua nova sede, no Rio de Janeiro, um local dedicado ao avanço da obra missionária mundial.
Esses planos foram estratégicos para o avanço da obra missionária. A maioria das metas do Plano Quadrienal foram alcançadas; algumas, inclusive, foram ultrapassadas. Depois veio o Plano Qüinqüenal de Avanço Missionário (2001-2005) e, em 2006, lançou o seu Planejamento Estratégico, com metas até 2009.

Outros progressos podem ser destacados neste período, confirmando o derramamento das bênçãos de Deus sobre a vida e a obra do Pr. Tymchak. Com a finalidade de despertar vocações e envolver as igrejas e os crentes no trabalho de Missões Mundiais, a JMM realiza, desde 1997, os congressos missionários Proclamai. O maior deles foi o Proclamai Nacional, que aconteceu no Rio de Janeiro em 2001, e que reuniu mais de 4 mil pessoas diariamente. Em 2004 foram iniciados os Proclamai Regionais e, em 2005, os Proclamai Setoriais (eventos que reúnem várias associações de igrejas de uma região). Em 2007 serão cinco Proclamai Regionais, um em cada região do Brasil.

Texto produzido pela Gerência de Comunicação e Marketing da JMM com base em informações escritas pelo Pr. Bill Ichter. Atualizado em 06/02/2007 por Luiz Cláudio Marteletto, da Redação.

Até breve, Sr. Missões

Por Vital Pinto - April 25th, 2007, 8:52, Categoría: Waldemiro Tymchak, Até breve, Sr. Missões

Até breve, Sr. Missões

O pr. Tymchak foi um homem profundamente apaixonado, mas não apenas isso. Deus o separou para conduzir o trabalho de missões mundiais. Deu-lhe uma esposa, Acidália, tão apaixonada pelo trabalho missionário quanto ele. Casal apaixonado, um pelo outro; casal envolvido até a medula com Missões.
Paixão. O pr. Tymchak foi um homem profundamente apaixonado, mas não apenas isso. Deus o separou para conduzir o trabalho de missões mundiais. Deu-lhe uma esposa, Acidália, tão apaixonada pelo trabalho missionário quanto ele. Casal apaixonado, um pelo outro; casal envolvido até a medula com Missões.
Ninguém é insubstituível, diz o senso comum, mas há aqueles que são mais difíceis de substituir. Os batistas sentirão muita falta de Waldemiro Tymchak.

Parentes e amigos terão saudades do Waldemiro. Nós, batistas brasileiros, do pr. Waldemiro. Todos, do Sr. Missões.








Um homem quando é identificado com uma causa nobre cumpriu a sua missão na vida. Não há batista que pense em Missões e não se lembre de Waldemiro Tymchak. Imagine, só imagine, quantas pessoas em todo o globo terrestre foram alcançadas pelo trabalho desenvolvido por Waldemiro Tymchak. E quem foi Waldemiro Tymchak, essencialmente: um homem que recebeu de Deus uma missão e desincumbiu-se dela, apaixonadamente.

Chorou muitas vezes de alegria e de tristeza, mas jamais se abalou. Manteve-se firme até o fim de sua vida entre nós, lutando para levar ao mundo a mensagem de Jesus Cristo. Homens como Waldemiro Tymchak nos inspiram. Dão-nos força para cumprirmos os mandamentos de Deus. Mostram-nos que precisamos nos entregar, apaixonadamente, no labor do Mestre.

Autor: Utahy Caetano dos Santos Filho - Editor do O Jornal Batista

Blog alojado en ZoomBlog.com